segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Força Figo

Ninguém gosta de vivenciar uma situação de doença na família. É incômodo, perturbador e quando se trata de alguém jovem e de uma doença-surpresa, dessas que não avisam que andam a espreita, dessas que, de repente, dão as caras e mudam toda nossa perspectiva sobre a vida, é pior ainda.
Estamos, minha família, passando por mais um desses episódios que envolvem hospital, incertezas, abalo emocional, orações. Depois do câncer de meu pai, meu cunhado, marido de minha irmã do meio, com apenas 33 anos, está hospitalizado com uma síndrome rara que paralisa os membros inferiores. Ele, um desses caras-saúde, que não fuma, não bebe e joga futebol semanalmente, ele que adora seu trabalho, é motorista de ônibus urbano, que ama minha irmã e se derrete todo pela minha sobrinha de 9 anos, ele que é o melhor amigo de seus irmãos e tem o riso mais fácil que conheço, está atrelado a uma cama de hospital e ficará lá por não menos de 20 dias.
Visitando-o no sábado, pude ter a certeza de que ele é muito mais forte do que eu. Sim, está fazendo a maior piada com a situação. Entre punções e injeções na barriga, encontra tempo para fazer graça de tudo. Nos divertiu durante a meia hora em que estivemos a seu lado e nos deixou mais tranquilos quanto a fé que tem. E isso tem sido evidenciado a cada rasteira que alguém de minha família tem levado: fé, muita fé no fato de que Deus está sabendo direitinho o porquê de tudo isso.
Tanto meu pai, quanto agora meu cunhado, não se rebelou, nem se questionou sobre o que aconteceu. Eles aceitam e fazem o seu melhor enquanto pessoas que sempre professaram fé incondicional em Deus. Nada do: eu te sigo, Tu fazes o que quero.
Em pouco tempo, pude me sentir feliz por fazer parte de uma família que extrapola as ligações de sangue, que se sente muito mais ligada pela certeza em um Deus amoroso e cuidadoso, que permite que sejamos humanos, sujeitos a problemas, doenças, fracassos, dores, mas que nesse turbilhão todo nos enche de muita paz, certeza em sua presença constante, em seu amor.
Desejo, de todo coração e oro por isso, que meu cunhado se recupere logo, que mantenha sua fé inabalável, seu sorriso confiante, sua alegria que faz dele o baixinho preferido da família.
Força Cris, Deus está contigo e tu sabes disso.
Obs: Figo é o apelido do cunha.


4 comentários:

Anônimo disse...

Bah,

pouco soube o que dizer, pensar, fazer depois que li esse texto.

Minha oração é para que cada vez mais a fé de vcs todos seja aumentada. Também oro para que, como diz Crabb, vcs atravessem os problemas e encontrem Deus. Parece ser o que já está acontecendo.

Meu respeito, minha oração, minha ajuda se precisarem, e saudades das vezes em que - reunidos - demos risadas juntos.

Abraços,

Levi Nauter

Anônimo disse...

Oi Levi,

Pois é, a gente fica meio sem ação diante de uma coisa dessas. Mas a boa notícia é que o Figo está se recuperando bem, surpreendendo os médicos. Talvez vá para casa ainda esta semana para continuar tratamento e fisioterapia. Mas sua cura será completa. O que importa,nisso tudo, é saber que se pode contar com as pessoas que nos são queridas, mesmo que haja distância, sabemos que seus pensamentos e orações são sinceros e chegam até Deus.
Passarei a ele suas palavras.
E vamos marcar logo de vcs virem aqui em casa, a gente está louco pra ver a Flor,pq só por fotinho não dá!
Beijos a todos aí.

Ane

João Vitor L. disse...

Ane! EU venho te procurando faz dias! De repente bateu uma vontade de conversar com vc tudo aquilo que não tive a oportunidade de dizer! É o João Vitor cara! lembra de mim? do ragnarok? hahah! POis é! Gostaria de poder falar com vc! Entre em contato comigo assim que puder, por favor? ahhah um beijo, e mil melhoras para o seu amado Figo! Vamos torcer por ele, ok? Ele vai sair dessa com certeza, ele deve ter muita força!

Caren diLima disse...

Depois de meses... Agora que parei pra ler teu texto, e sou muito grata pela lembrança aqui no blog!!

Graças a Deus crescemos mais um pouco com toda a situação que enfrentamos, afinal a finalidade sempre é esta: Crescimento!!

Muito obrigada pelo amor, comunhão, orações... Toda a nossa família, mais uma vez, se fez presente!!

Abração, Deus abençoe mais e mais!!

Da irmã do meio

Caren diLima (*CA*)