quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Noite de formatura

Dia 5 de janeiro, tive o privilégio de ser paraninfa na formatura de uma turma de técnico em Administração. Eu estava apavorada e lisonjeada ao mesmo tempo. Afinal, ser convidada por alunos para conduzi-los até esse dia sempre traz uma sensação de reconhecimento e amizade além da sala de aula. Mas, eu nunca havia sido paraninfa antes e só a idéia de ter que fazer um discurso para mais ou menos 600 pessoas estavme tirando o sono.
O que mais me perturbava era o que eu poderia dizer para esse povo que havia passado alguns semestres envolvido com os estudos, abdicado de horas com a família, sacrificado horas de sono e dinheiro e que estavam todos maravilhosos e felizes em suas togas pretas com debrum azul celeste.
Quando me sentei frente ao computador para escrever, tinha apenas em mente que queria transmitir vida, alegria, celebração e mais vida. Que os sonhos se realizam, mas não impedem que novos sonhos surjam. Que o curso chegou ao fim, mas há mais para estudar. Que ser humano ainda é possível nesse nosso mundo.
Coloquei a música "Paciência", de Lenine e escrevi sem parar, o que me vinha na mente, no coração. Não modifiquei em nada meu discurso e, na esperada noite, convidei uma amiga para completá-lo cantando a referida música ao som de seu violão. Não deu outra, emoção, muita emoção e uma bela quebra de protocolo. Toda a audiência amou e foi um dos momentos mais lindos da cerimônia.
Depois disso, me senti muito feliz, realizada e emocionada. Para quem quiser ler e para meus ex-alunos queridos, deixo aqui o discurso que escrevi, com a ressalva de que somente escrito não chega aos pés do dito na noite de de janeiro de 2008.

"Boa noite a todos os presentes: à mesa, familiares e amigos, e aos meus queridos formandos.
Essa é uma noite especial e eu me sinto extremamente honrada pelo convite que vocês me fizeram e nunca vou me esquecer da forma como esse convite foi feito, do susto inicial e da alegria que se seguiu.
Obrigada, queridos, pelo carinho e pelos momentos que tivemos juntos e por me permitirem compartilhar dessa noite muito especial, tanto para vocês, novos administradores, quanto para seus amigos e familiares que estão aqui participando desse momento.
Nos reunimos para a comemoração de uma vitória, vitória essa alcançada não sem esforços, não sem cansaço, não sem luta. Quantas as noite que tiveram que estudar, quantos trabalhos tiverem que realizar, quantas e quantas provas, momentos de tensão e, para alguns, de completo desespero?
Mas hoje podemos celebrar, abraçar e cantar o final dessa etapa.
Hoje, vocês deixam de ser apenas estudantes do curso técnico em administração para serem administradores e gostaria de lembrar-lhes que acima de empresas vocês estarão trabalhando com vidas humanas, pessoas, que assim como vocês, têm sonhos, expectativas, momentos tristes e problemas a resolver.
Que assim como vocês, enfrentam dificuldades e também querem vencer. Nunca deixem que um título ou um cargo impeça-os de se aproximarem das pessoas, conhecê-las e descobrirem que a vida é muito melhor vivida quando estamos rodeados de outros, quando somos nós, na primeira pessoa do plural e não apenas eu, singular, solitário.
Sejam administradores conscientes de seus papéis na construção de um mundo melhor para se viver, mesmo que esse mundo seja apenas o local de trabalho, ou seu círculo de amigos;
Que a vida não fique passando através de memorandos e ofícios, mas através de ações modificadoras, de ética, de responsabilidade;
Não deixem que as dificuldades lhes tolham o poder das escolhas, não permitam que o sistema ferino do mundo lhes diminua a capacidade de amar;
Que tudo o que aprenderam sejam instrumentos de profissionais competentes, prontos para o mercado de trabalho, mas humanos, cheios de esperança, alegria, idealizações e paciência, paciência com os outros e gratidão para com a vida, porque a vida pode ser extremamente generosa com aqueles que se dispõe a vivê-la intensamente.
Desejo que vocês não parem aqui, que ao sentirem o sabor da vitória, não se sintam satisfeitos, mas que busquem mais, que continuem se especializando, estudando, crescendo, sabendo que há sempre mais para se fazer, muito mais para aprender.
Queridos, aproveitem esse momento de alegria que é de vocês, compartilhem dele com as pessoas que os amam, celebrem a vitória, sem pressa, saboreando cada instante, dando e recebendo abraços, sorrindo e recebendo sorrisos, cantando, dançando, repito, sem pressa, porque apesar de a vida não parar, temos que sentir a poesia de seus dias, nos recusar a acelerar quando desnecessário, dar aos nossos corpos um pouco mais de alma, um pouco mais de calma, um pouco mais de música.
Que esse seja apenas um dos vários momentos de celebração, de alegria em suas vidas. Que eu possa ter o prazer de reencontrá-los mais adiante no caminho e sabê-los felizes, vencedores, realizados.
Com gratidão e carinho lhes dou um presente que não pode ser levado na mão ou no bolso, mas sentido e guardado no coração. Parabéns a todos."
"

Um comentário:

Carol disse...

Eu que cantei! óin que amooor!
Vim procurar algo como "aluna que faz unhas enquanto a professora explica sobre crases e advérbios" mas encontrei outra coisa sobre mim! Aaaaai que saudade!